Conteúdo programático do curso – Módulo #4


A ênfase do módulo recai sobre o desafio da Inovação Aberta, em parceria com stakeholders relevantes do ambiente. As perguntas centrais a serem respondidas são: como se posicionar de forma colaborativa com outras organizações e instituições para além da minha? Quais vantagens advém desse posicionamento? Como favorecer a esse entrosamento gerando valor para os envolvidos?

 

Confira mais em: http://mbiufscar.com/sobrembi/

Conteúdo programático do curso – Módulo #3


“Design thinking é uma abordagem antropocêntrica para inovação que usa ferramentas dos designers para integrar as necessidades das pessoas, as possibilidades da tecnologia e os requisitos para o sucesso dos negócios” (Tim Brown)

No Módulo 3 – Startup Innovation, além de se aprofundar na abordagem do Design Thinking, você poderá modelar negócios mediante a ferramenta Canvas Business Model explorando abordagens transversais como Social Business e novos Serviços permeados em Tecnologia da Informação.

Ao final do módulo a coordenação do curso aplica um framework (estrutura de referência) que auxilia os alunos a realizarem uma apresentação para investidores, mediante um evento que denominamos Demo Day MBI UFSCar!

 

Animado? Não perca nenhum detalhe do curso, acesse:  http://mbiufscar.com/sobrembi/

GEITalks #3 – Uirajara Vieira – Gerente de Marketing GE Power & Water


Até as grandes precisam inovar!

Na GE (General Electric) a produção vai muito além de lâmpadas e geladeiras.
Fundada em 1892 com o Thomas Edison, hoje seu mix de produto possui produtos aeronáuticos, energéticos, locomotivas, óleo e gás…
Permeando por diversas áreas, a GE se tornou uma empresa de infraestrutura que vende tecnologia.

E como isso aconteceu? Percebendo que a empresa estava “ficando para trás” em relação às demais empresas em termos de inovação, buscou-se uma nova proposta para a área de Pesquisa e Desenvolvimento, com a proposta de “Pesquisar globalmente, desenvolver localmente”. Isso fez com que a empresa começasse a se envolver na geração de novos produtos e acelerar estes novos produtos no mercado, arcando com os riscos dessa aceleração.

No mundo que a GE briga hoje, não tem mais 3 ou 4 competidores, e em termos de sobrevivência, a chance de compra entre essas empresas é muito alta. Portanto, ou você procura estar na frente, ou você é comprado e não sobrevive.

Desta forma, a GE começou a investir pesado em inovação e arcar com os riscos inerentes. Nessa nova estratégia, surgiram os Centros de Desenvolvimento, também denominados de Crotonvilles. Hoje, a GE detém 7 centros de tecnologia – sendo o do Brasil localizado no Rio de Janeiro. São mais de 50mil m², mais de 400 empregados pesquisando tecnologia e uma parceria forte com parceiros, universidade e governo.

Na área de geração termelétrica, área na qual o Uirajara trabalha, a GE tomou um susto: lançou um produto com 3 anos de atraso em relação aos concorrentes e isso fez com que fosse necessário acelerar e investir no processo de inovação dessa tecnologia para que ela não ficasse para trás.

Conteúdo programático do curso – Módulo #2


Você está por dentro dos aspectos que mais preocupam a economia brasileira atualmente?

Sabe qual é o papel da Inovação Tecnológica frente à esses aspectos?

 

As respostas para essas perguntas você descobre no segundo módulo do nosso curso!

Além de entender o cenário atual brasileiro, você ainda poderá se familiarizar com a Gestão da Propriedade Intelectual, direitos autorais, marcas e patentes.

 

O conteúdo completo do curso está disponível em: http://mbiufscar.com/sobrembi/

GEITalks #2 – César Tejon – CEO Squid Fácil


E quando a sua estrada está cheia de buracos? Você ainda busca solução para eles?

Desde cedo César foi um curioso do mundo da tecnologia e aprendeu a desenvolver sites quando adolescente. Numa história pautada em se dedicar em trabalho, estudos, fundou a sua primeira empresa, IRED voltada para tecnologia.
Pouco tempo depois, saiu da IRED e montou a CORPMEDIA, local no qual se desenvolveu muito! Montou uma equipe, rodou vários projetos e o resultado acabou com burnout e a desistência do negócio por conta dos diversos estresses e dificuldades financeiras.

Optou por montar uma loja virtual que no primeiro mês teve um grande número de vendas, mas logo esbarrou num problema com os fornecedores: o estoque do produto x havia acabado, não existe mais o produto y… O que gerou 90% de cancelamento de produto.

E foi desse problema que identificou com os fornecedores que ele pensou na sua solução: Por que não montar uma ferramenta que faça a integração do estoque entre esses fornecedores e que se possa disponibilizar para outros lojistas, para que os lojistas trabalhem sem estoque físico? Esse é o Squid Fácil.
Ou seja, o lojista vendeu e toda a logística será feita até a entrega ao cliente, sem passar pelo próprio lojista. Isso faz com que o lojista não necessite de estoque físico algum e também não tenha a necessidade de pedido mínimo.

Conectando, então, fornecedores que estejam abertos ao processo e lojistas interessados, a Squid Fácil funciona com o intuito de trazer a maior margem para o lojista.

E como começou? Inicialmente, criaram uma Landing Page e uma pequena campanha no Facebook e no Google para poder sentir o volume de interessados e desenvolveram um beta.
Mas como tudo que existe, há sempre a possibilidade de se encontrar erro e com eles não foi diferente: eles abriram a ferramenta sem ter um pleno MVP, o sistema não estava preparado para a demanda e demorou um tempo para que a equipe conseguisse resolver o problema, tendo inclusive que cancelar as operações por 6 meses. “Por isso, na hora de montar um MVP, pensem na escala! Pensem que ele pode crescer e vocês não vão poder parar o antigo”, é o conselho de César.

Portanto, como lição:
– Inicie com o mínimo de recursos, incluindo ferramentas gratuitas e templates prontos;
– Teste e valide no mercado antes de produzir qualquer coisa;
– Adapte um processo ágil de gestão de projetos;
– Construa um negócio que seja o oxigênio para seu cliente;
– Não invente a roda! Utilize conexões e economize tempo.

Conteúdo programático do curso – Módulo #1


 

À luz da análise e reflexão sobre as forças globais de mudança, oferecer aos participantes conhecimentos das megatendências que estão atualmente moldando o futuro, fazendo-os exercitar novas formas de pensar. Ainda, apresentar uma introdução ao método passo-a-passo para criação de cenários.

 

Esse é um dos objetivos do primeiro módulo do nosso curso!

Confira mais em: http://mbiufscar.com/sobrembi/

 

image

GEITalks – Carolina Tomazetti, Brigadeirosa (Antigo Clube da Brigaderia)


 

De Engenheira Mecânica para

Engenheira de Brigadeiros.

 

 

 

Fazer o que tem que fazer ou fazer o que gosta? Nesse vídeo, Carol Tomazetti, CEO do antigo Clube da Brigaderia e agora Brigadeirosa, mostra a sua trajetória desde a sua formação em Engenharia Mecânica e sua vida no mundo corporativo até decidir focar nos brigadeiros e como foi essa decisão, o que precisou aprender e fazer para assumir a nova posição de Engenheira de Brigadeiros!

Depois de trabalhar por um tempo na empresa que havia ganhado o título de segunda Melhor Empresa para Se Trabalhar, Carol percebeu que o que fazia era interessante, mas não a deixava feliz por inteiro.

Em busca de uma forma de canalizar a sua criatividade e seu gosto por doces, Carol decidiu seguir o que Eric Ries dizia “teste sua ideia no mínimo possível” (MVP) e então procurou aprender o que deveria fazer.
Criou, ela mesma, um site que falava das mais diversas receitas de brigadeiro e fez um ebook. Em três dias, já estava vendendo seu ebook! Começou a observar qual era o público alvo de seu blog e passou a investir mais no site e em falar sobre empreendedorismo, pois percebeu que grande parte das pessoas que acessavam seu site buscavam liberdade financeira e uma forma de empreender também.

Percebeu que pelo empreendedorismo digital, sem fronteiras, poderia ajudar qualquer tipo de pessoa em qualquer lugar e que as poucas atitudes que tomava conseguia mudar vidas, denominando de Revolução do Conhecimento, uma vez que esse conhecimento está acessível a todos!

Sendo assim, além de falar de brigadeiros, passou a disseminar as ideias do empreendedorismo e que todos podem fazer algo, mesmo que seja em passos de formiguinha. É só tentar!

“Não existe uma ideia de um milhão de reais. Existe uma ideia que você desenvolve e assim ela vai valer um milhão de reais”

Todo o conteúdo sobre empreendedorismo e inovação você encontra em nossos MBIs, confira mais: http://mbiufscar.com/sobrembi/